Programa Bilíngue da Thomas chega ao Colégio Católica de Curitiba

Programa Bilíngue da Thomas chega ao Colégio Católica de Curitiba

Em 2023, alunos da instituição terão aulas do programa Thomas Bilíngue for Schools dentro da escola.

O Ensino Bilíngue é uma das ferramentas facilitadoras para quem quer se comunicar, interagir e abrir portas acadêmicas e profissionais em um mundo global. Contudo, nem toda escola está preparada para oferecer um processo de aprendizagem assertivo no segundo idioma e, por isso, a Casa Thomas Jefferson desenvolve e oferece o programa Thomas Bilíngue for Schools (TB).
“A língua inglesa deixou de pertencer a esse ou àquele país, e se tornou patrimônio cultural de um mundo que quer e precisa se comunicar. Ser bilíngue é fazer parte desse mundo. E a parceria com o Thomas Bilíngue for Schools têm sido uma grande oportunidade no desenvolvimento do idioma, além de agregar ao processo de ensino-aprendizagem do colégio.” - Vanusa Vilarinho, diretora-geral do Colégio Católica de Curitiba
O colégio implementará o programa nas turmas de Educação Infantil e do Ensino Fundamental Anos Iniciais (até o 5º ano). “Quanto mais cedo a prática do ensino bilíngue, mais eficiente é o aprendizado das crianças, pois elas têm muita facilidade para aprender nessa fase da vida”, destaca Vanusa.
Metodologia
O programa é diferente do que é normalmente oferecido nas escolas regulares e de idioma, onde o ensino-aprendizado é focado essencialmente no ensino da segunda língua. Na prática, os estudantes revisitam os conteúdos previamente trabalhados no ano anterior como uma forma de revisão em uma outra língua.
Além do conteúdo em sala de aula, são realizados projetos multidisciplinares e culturais, como aulas de culinária em inglês e trabalhos que buscam soluções práticas para questões do dia a dia.
Assim, por meio da metodologia CLIL (Content Language Integrated Learning), os alunos desenvolvem habilidades no inglês ao mesmo tempo em que ampliam os conhecimentos em artes, ciências, matemática, estudos sociais e linguagem.
“Nossos estudantes são preparados para o mundo, e a aquisição de uma segunda língua, de forma contextualizada, natural, proporciona ampliação cultural, além de potencializar as funções cognitivas e executivas, o sistema criativo e a flexibilidade de raciocínio; de aprimorar o aspecto comunicacional; e de promover a valorização e respeito à diversidade social”, aponta Olga Freitas, coordenadora nacional de Educação Básica da União Brasileira de Educação Católica (UBEC).
Para Olga, a tradição e o reconhecimento nacional e internacional da Casa Thomas Jefferson foram o ponto de partida para a parceria entre UBEC e Thomas Bilíngue for Schools.
“A implementação do programa bilíngue em parceria com uma das mais prestigiadas escolas de idiomas do país, não apenas fortalecerá nossa proposta pedagógica, mas também figurará como um diferencial do Colégio Católica de Curitiba para a comunidade escolar e para toda a sociedade local”, pontua.
Exame de proficiência de Cambridge
Entre as vantagens oferecidas pelo TB está a possibilidade de acesso à certificação internacional por meio do Cambridge Language Assessment – Universidade de Cambridge.
Dessa forma, o Colégio Católica de Curitiba, juntamente com a Casa Thomas Jefferson, se tornará um centro aplicador dos exames reconhecidos de Cambridge.
A comunidade poderá entrar em contato com a consultoria da Casa Thomas Jefferson dentro das dependências do colégio para entender tudo sobre a prova, o que ela testa e quais habilidades os alunos precisam ter. Os estudantes terão também acesso a simulados e preparatórios para a prova.
A Universidade de Cambridge tem aproximadamente 800 anos de existência, cujo departamento de inglês dispõe de 100 anos de excelência, com exames altamente reconhecidos e amplamente aceitos, sem prazo de expiração.
Formação 
Para a implementação do programa Thomas Bilíngue for Schools, equipes do Centro Binacional Casa Thomas Jefferson trabalham ativamente junto com a instituição parceira. “A gente entra para fazer parte da escola. Temos essa preocupação para não ser algo externo. Estamos ali junto nas reuniões pedagógicas, nas reuniões com os pais e dando todo o suporte aos professores”, explica Maria Cecilia Reyes Livieres, coordenadora pedagógica do programa TB.
Os professores escolhidos para participar do TB são docentes que já dominam o inglês e, após uma prova de proficiência, passam por um treinamento metodológico com a abordagem CLIL. A capacitação é acompanhada ao longo do ano por um consultor que presta assistência para o melhor aproveitamento do programa.
Com a Thomas Bilíngue for Schools, o colégio tem acesso a planos de aulas, exercícios de apoio, instrumentos de avaliação, planejamento de atividades extracurriculares, livro do professor e material de apoio de sala de aula.
O corpo docente também terá formação continuada com participação em cursos oferecidos pela Casa Thomas Jefferson, como parte integrante do programa. “A gente investe muito na formação do professor, que é o que falta muito atualmente, essa atualização no aprendizado”, pontua Maria Cecilia.

, 6/Jan/2023